Meu Rumo

Meu Rei, meu mundo, meu porto seguro,
Meu rumo me leva ao alto do mundo onde eu rio das mentiras que te vendem por nada…
Este rio secou de tristeza por tudo que leva a água embora, que chora que implora minha paz!
Embora eu chore de amor para curar a sua dor,
Seu rio secou meu rei,
Meu rumo sem volta, sem fala,
Não fala que eu te deixei no escuro,

Eu avisei que o rio ia secar, não pode reclamar, acorde e limpe seu leito,
Me pega no colo, me cola no teu peito,

Estou cheia de amor para te curar, para te salvar,
Para te ensinar a nadar neste mar de mentiras,
Nada, nada, nada, vai me parar se eu não te salvar.

São Paulo, 11 de março de 2008

ANOS DOURADOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s