Virada de jogo – IstoÉ

Depois de lutar contra o câncer, a psicanalista Graça Marques cria em São Paulo um núcleo de apoio e de representação das vítimas da doença
Cilene Pereira
A psicanalista Graça Marques, 47 anos, é uma dessas pessoas obstinadas pela vida. Nascida em Porto Velho, desde cedo conviveu com a adversidade. “Quando não tinha o que comer, ia para o rio, pescava e levava o peixe para o jantar”, lembra. Hoje, Graça continua com o dom de transformar o ruim em algo muito bom. Psicoterapeuta, trabalhando com pa-cientes com câncer, ela teve diagnóstico de câncer de mama recebido há cerca de um ano. Não se deu por vencida. Lutou, venceu a doença e a utilizou para iniciar um movimento de apoio ao paciente. Ela é a presidente do Núcleo de Apoio ao Paciente com Câncer (Napacan), criado com a finalidade de abrir espaço para as necessidades do doente. Uma das iniciativas do núcleo é distribuir cartilhas com endereços onde o paciente pode pedir ajuda. Graça falou a ISTOÉ sobre o Napacan.

http://www.terra.com.br/istoe-temp/1585/medicina/1585virada.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s